O que fazer em Montevidéu no inverno: roteiro completo de 1 dia

Montevidéu (ou Montevideo) é a capital do Uruguai, e um dos destinos internacionais que está coladinho com o Brasil. Saindo de São Paulo, a capital uruguaia fica em torno de 3h de avião, ou seja, uma ótima opção para quem quer viajar durante um final de semana e conhecer um novo país.

Apesar de ser a capital do país, Montevidéu não é considerada uma cidade muito grande, e na minha opinião, em 2 dias você consegue conhecer os principais pontos turísticos. Mas claro, se tiver mais tempo que isso, aproveite para conhecer a cidade com calma e explorar os bairros menos turísticos.

Montevidéu no inverno

Prepare seu casaco e um gorro, pois durante o inverno na capital do Uruguai o frio é intenso. E para ajudar, quando eu fui para lá, ainda tive o azar de pegar 1 dia todo de chuva.

Montevidéu é uma cidade que parece que você está voltando no tempo, lugar cheio de história e prédios antigos. Além disso, a cidade está recheada de lugares para você conhecer mesmo com um dia de chuva como livrarias, museus, restaurantes, cafés fofos, casas de chás e até cassino.

plaza-independencia-em-montevideu
Plaza Independencia

Como chegar em Montevidéu? 

Você vai desembarcar no Aeroporto Internacional de Carrasco, que fica em média de 20 minutos de carro de Montevidéu. Para sair do aeroporto, você tem as seguintes opções: táxi, van, ônibus e hoje em dia até uber. Atenção: programa-se, pois o transporte público e o mais barato (ônibus) só funciona até certo horário.

Se você chegar tarde da noite e não encontrar mais ônibus público funcionando, procure os guichês de táxi ou van no saguão do aeroporto, pois eles funcionam 24 horas. A opção que escolhi foi sair de van (transfer), pois o t[axi custava o “olho da cara”, mais de 150 reais para apenas uma pessoa viajando sozinha não dava. O problema da van é que é necessário um limite mínimo de pessoas para sair, por essa razão, fiquei mais de 1 hora esperando no aeroporto. Obs: o transfer com a van me custou 400 pesos uruguaios, algo em torno de 50 reais na data que fui (Jun/2016)

Dica importante:

  • Caso sua opção seja sair de van ou táxi, ambos aceitam o pagamento através de cartão de crédito e até mesmo com a nossa moeda, o real.
  • Evite trocar reais por pesos uruguaios no aeroporto, pois a cotação de lá é péssima. Deixe para trocar nas casas de câmbio que ficam no centro de Montevidéu. A melhor cotação que encontrei foi na Calle Sarandi, no Columbusnet.
  • Lembre-se que no Uruguai se você usar o cartão de crédito para pagar contas no restaurante, cafés, e lojas em geral, o governo uruguaio devolve o 18,5% do IVA.
  • No aeroporto tem um centro de informações onde você pode pegar mapas e panfletos de graça das localidades do Uruguai.

Onde se hospedar em Montevidéu?

Na minha opinião os bairros de Pocitos ou Carretas são as melhores regiões para você escolher para hospedagem. O centro de Montevidéu é uma boa opção no sentido de custo benefício, por ser mais barato e também por está perto dos principais pontos turísticos da cidade. Mas, um ponto negativo é que o centro é basicamente morto durante a noite.

Pocitos e Carretas são bairros que ficam de frente com as famosas ramplas, que se trata de um calçadão que percorre o Rio da Prata, mais conhecido como a praia de Montevidéu. Assim, esses dois bairros são os mais badalados da cidade, onde você vai encontrar vários bares, cafés, restaurantes, etc.

rampla-em-montevideu
Rampla (calçadão) no bairro Pocitos

O que fazer em Montevidéu em apenas 1 dia?

Confira esse mapa com os pontos turísticos do roteiro ⇓

Dica importante: programa-se antes da viagem, pois durante o domingo e sábado a tarde o comércio de Montevidéu estará fechado. Como já mencionei, o centro de Montevidéu fica morto durante o fim de semana e a noite. Então, se tiver planos de ir as compras ou conhecer alguma livraria por exemplo, deixe para ir durante a semana.

Ciudad Vieja (Centro Antigo)

O Centro Antigo de Montevidéu é bem pequeno, por isso com apenas um mapa na mão é possível conhecer tudo a pé facilmente. É nessa região onde se encontra a parte histórica da cidade.

Dica: tome muito cuidado ao caminhar pelas ruas de Montevidéu, pois a cidade está cheia de “caquinha” de cachorro por todos os lados. O pessoal de lá ama seus peludos e adoram passear com eles, mas parece que se esquecem de limpar as caquinhas que ficam espalhadas pelo chão.

  • Plaza Independencia

Seu passeio pode começar em uma das praças mais importantes da cidade, aliás, a Plaza Independencia representa um dos cartões postais de Montevidéu. E em frente com a praça também tem o lindo Palácio Salvo, que foi inaugurado em 1928 e por muitos anos foi considerado o prédio mais alto da América do Sul com seus 95m. Hoje em dia, o Palácio Salvo fica até pequeninho comparando-se com outros prédios.

Como vocês vão perceber nas fotos, mesmo durante o inverno e com tempo de chuva, a Praça Independência estava lotada de gente. Ai nesse momento você ver como Montevidéu é uma cidade agradável para passear.

praca-independencia-e-palacio-salvo-em-montevideu
Plaza Independencia, ao fundo você ver o Palácio Salvo
  • Puerta de la Ciudad

De frente com a Plaza Independencia e do lado oposto do Palácio Salvo se encontra a Porta da Ciudadela. Essa porta que tanto chama a atenção de quem passa por lá, trata-se dos restos de uma muralha do tempo que Montevidéu era uma cidade murada.

porta-da-ciudadela-de-montevideu
Porta da Ciudadela

E através da Porta da Ciudadela inicia-se o Centro Antigo da cidade, e também o acesso para uma rua exclusiva para pedestres, Calle Peatonal Sarandí. Essa rua é cheia de restaurantes, barraquinhas de artesanatos, ou seja, um ótimo lugar para quem quer comprar lembracinhas para os amigos e pessoas queridas 🙂 Além disso, lembre-se que nessa rua você encontrará várias casas de câmbios com boa cotação.

puerta-de-la-ciudad-em-montevideu
Puerta de la Ciudad

E quando começar a caminhar pela Calle Sarandí, não deixe de prestar atenção no chão da rua, pois Montevidéu também é chique como Los Angeles e tem uma calçada da fama pra lá de especial. Essa calçada tem vários sols dourados (símbolo do país) com nomes de várias personalidades famosas.

calcada-da-fama-em-montevideu
Calçada da fama de Montevidéu, com a estrela de Nelson Mandela

E como sou uma rata de livros, não poderia deixar de mencionar na Mas Puro Verso, a livraria mais bonita da cidade que também fica na Calle Sarandí, pertinho da Porta da Ciudadela. Além da livraria, no segundo andar do prédio também se encontra um café super aconchegante.

Leia mais:

livraria-mas-puro-verso-em-montevideu
Livraria Mas Puro Verso
  • Teatro Solís

Saindo da rua Sarandí, bem próximo da Plaza Independência se encontra o Teatro Solís, o mais antigo do Uruguai e um dos principais do país. E se você quiser conhecer o teatro por dentro, existe uma visita guiada, um passeio bem procurado pelos turistas. Eu não fiz a visita guiada por falta de tempo, mas tenho certeza que o passeio deve ser bem bacana.

Para mais informações, te indico esse post AQUI do blog Meus Roteiros de Viagem, onde eles contam com mais detalhes sobre a visita guiada.

teatro-solis-em-montevideu
Teatro Solís
  • Plaza Constitución (Praça Constituição)

Depois do Teatro Solís, volte para a rua Sarandí e percorra por ela em direção a uma das praças mais antigas de Montevidéu, a Praça Constituição, também conhecida como Praça Matriz.

A Praça Constituição é rodeada por prédios públicos, e um dos destaques do lugar é a linda Igreja Matriz, mais conhecida como a Catedral Metropolitana de Montevidéu.

praca-constituicao-em-montevideu
Praça Constituição
  • Mercado del Puerto

O Mercado Central de Montevidéu é uma ótima pedida para quem quiser saborear uma das  especialidades do Uruguai, como a parrillada. Como eu não como carne vermelha, o passeio foi mesmo só para conferir o lugar. Além dos restaurantes, você também vai encontrar algumas lojinhas de artesanato, ótimo para quem quiser comprar lembracinhas de viagem.

mercado-do-porto-em-montevideu
Mercado Del Puerto

Centro

Saindo do Mercado del Puerto, a minha sugestão é que você volte para a Plaza Independência, pois ela fica no limite entre o Centro Antigo e o Centro.

  • Avenida 18 de Julio

E a partir da Plaza Independência você vai ter acesso a Avenida 18 de Julio, uma das principais ruas da cidade. A rua é bem larga e bem movimentada durante a semana, e por ela você vai encontrar varias lojas de calçados, roupas, e até lojas  de grifes. O que mais gostei na minha caminhada foi admirar os prédios antigos, que por sinal,  são maravilhosos.

Caminhar pela Avenida 18 de Julio é um passeio bem agradável e além do comércio, a rua tem alguns pontos turísticos em suas redondezas como: a Fuente de los Candados (Fonte dos Cadeados) e o Mirante Panorâmico na Prefeitura.

  • Fuente de los Cadeados

Assim como em Paris, Montevidéu também tem sua romântica Fonte dos Cadeados, onde diz a lenda que se os casais apaixonados prenderem um cadeado ao redor da fonte com a inicial dos seus nomes, eles voltarão a visita-la juntos, simbolizando o amor eterno. Como fui sozinha, não pude deixar meu cadeado para saber se a lenda é real, quem sabe uma próxima vez eu volte acompanhada.

fonte-dos-cadeados-em-montevideu
Fonte dos Cadeados

Pocitos

Depois de um passeio pela Avenida 18 de Julio, eu super recomendo um pulinho no bairro Pocitos para ver o pôr do sol (isso se o tempo tiver bom) e tirar uma foto com o famoso letreiro de Montevidéu. Para mais informações e dicas do que fazer neste bairro, confira este post aqui do blog Juny pelo Mundo.

Para chegar até Pocitos, você pode ir de ônibus, ou se preferir, de taxi. Para mais informações de como se locomover em Montevidéu, veja este post AQUI do blog Contos de Mochila.

letreiro-de-montevideu
Letreiro de Montevidéu

O que fazer em Montevidéu durante a noite?

Como cada segundo é precioso durante uma viagem, que tal aproveitar a noite na capital uruguaia? Veja dicas de bares, baladas e restaurantes nesse site AQUI.

Dica Extra

Onde comer em Montevidéu?

Como estou tentando virar vegetariana, pesquisei na internet opções de restaurantes na cidade e encontrei um que fica perto do Mercado Del Puerto. O escolhido foi o La Fonda, um restaurante que é uma graça, e apesar de não ser vegetariano, eles tem até opções de pratos veganos. O que eu mais gostei no restaurante é que todos os legumes são orgânicos, e o prato vegano que escolhi estava delicioso.

comida-vegana-no-la-fonda-em-montevideu
Meu prato vegano do restaurante La Fonda

Apenas um detalhe: achei o valor bem salgadinho, um lugar que passa longe de ser barato, meu prato custou em média 400 pesos uruguaios.

 ENDEREÇO: Perez Castellano 11000

restaurante-la-fonda-em-montevideu
Frente bem charmosinha do restaurante La Fonda

E se você tem mais tempo em Montevidéu, que tal conhecer Punta del Este e a linda Casapueblo? Como são destinos que ficam em torno de 2h da capital do Uruguai, é possível fazer um bate-volta. Eu fiz isso e adorei. E outro lugar que dá para conhecer também é a fofa de Colonia del Sacramento.



Gostou do post? Se sim, aproveita para ajudar essa turista que tanta ama viajar  a manter o blog e continuar dando dicas de viagens e muito mais. É bem simples 😉 Para reservar qualquer hotel com vários destinos ao redor do mundo, a dica é o Booking.com. Ao fazer sua reserva por um dos banners do blog ou por este link abaixo, você não gasta nenhum centavinho a mais por isso e ainda me ajuda com uma pequena comissão. Abraços e até a próxima 🙂 Josiane Bravo



Booking.com



***Leia também***


***Receba mais dicas de viagem***


50 Comment

  1. Juliana Moreti (turistando.in) says: Responder

    Puxa…. vc pegou tempo feio por là!
    ;(
    Mas teu post està otimo! Deu saudades!

    1. Muito obrigada Juliana. Pois é, foram 3 dias só de chuva 🙁 Só consegui fazer metade do que tinha planejado nessa viagem. A chuva atrapalhou muito. Agora quero voltar e espero que consiga pegar um dia bem bonito, ensolarado rs 🙂

      Abraços

      1. Juliana Moreti (turistando.in) says: Responder

        Por nada, Josi! Eu peguei um dia de chuva forte por là! Dava medo! A rambla nao existia mais e as ondas jogavam àgua para a estrada!!!!
        Mas amei MVD! Moraria fàcil ali!

        1. Eu também amei a cidade e quero muito voltar algum dia. Acho que moraria lá facilmente também kkk. Único ponto negativo MVC é uma cidade cara né. A gente reclama do Brasil, mas lá, por ser um lugar que depende da economia do nosso país, acaba que a crise que enfrentamos prejudica o Uruguai também. Triste né.

          1. Juliana Moreti (turistando.in) says:

            Isso eu não sei dizer! Nao sei como eles estão hoje!
            Mas olha, eu tenho là minhas crìticas em relação a crise brasileira! Não que ela não exista, mas sou prof. particular de italiano e continuo negando alunos todas as semanas por falta de tempo! E a maioria quer fazer italiano para viajar para a Itàlia!
            Na crise verdadeira, quem iria fazer aula de italiano? Ou melhor, quem iria para a Itàlia????
            rs

          2. Que bacana, somos dua professoras de línguas então 🙂 Eu sou professora de inglês e também concordo que não me falta trabalho, mas na escola onde leciono (que é particular), o pessoal comenta que caiu muito o número de alunos desde que começou a crise. Haha, agora você está certa, pois o pessoal dá mais prioridade ao inglês. Eu mesma sou louca para aprender italiano, pois sonho em conhecer a Itália e fazer igual ao filme “Comer, Rezar e Amar”. Quero ficar no país aprendendo o idioma que acho lindo. Sonho em me tornar poliglota haha.

            Abraços, e estou adorando esse papo por aqui nos comentários. Eu sou meio exagerada e me empolgo nas palavras (textão).

    1. Oi Clara, muito obrigada pela visita e pelo comentário. Tentei caprichar no post rs, mas minhas fotos não ficaram das melhores.

      Beijos

  2. Josiane também adorei conhecer Montevidéu, tive sorte o tempo estava bom. Deu pra conhecer tudo e ainda descansar um pouco. Adorei seu post. Bjs

    1. Bia, que delícia. Pena que eu não tive essa sorte rs, quem sabe da próxima vez que eu for. Quando voltar ao Uruguai, quero escolher ir no verão, assim sei que pelo menos frio não irei passar 😉

      Muito obrigada pelo comentário.
      Um grande abraço e um ótimo final de semana

  3. Gostei IMENSO de Montevideu nas duas vezes em que lá estive. E foi muito bom “voltar” no vosso trabalho. Obrigado pela partilha e parabéns!

    1. Muito obrigada Rui. Eu também adorei Montevidéu, e gostei tanto que quero voltar em um outro momento (no verão).

      Abraços

  4. Montevidéu é uma cidade encantadora, adoro aquela livraria art nouveau e o restaurante La Fonda é realmente maravilhoso! Sou completamente apaixonada pelo Uruguai ♥

    1. Oi Nanda. Essa livraria Art Nouveau eu não tive a chance de conhecer, uma pena, pois vi que ela é uma graça também. O La Fonda é incrível, eu adorei o restaurante.

      Abraços 🙂

  5. Oi! Estivemos por lá no verão e com tempo bom, céu azul, cervejinha gelada.. Adoramos conhecer essa capital que parece uma cidade média brasileira. Muito bom andar por lá, conhecendo a realidade da cidade. Bem legal!

    1. Você pegou dias ensolarados, que maravilha. O sol passou longe nos 4 dias que estive no Uruguai, então ao invés de cervejinha, fiquei no chocolate quente rs.

      Muito obrigada
      Abraços 🙂

  6. Que vontade de pegar um voo agora pra Montevidéu…. Não conheço o Uruguai, mesmo tendo parte (distante) da família por lá… rsrs Obrigada pelo ótimo post!

    1. Haha, muito obrigada Bianca. Agora você tem um motivo para ir ao Uruguai para visitar sua família e conhecer Montevidéu 😉

      Abraços

  7. A Áustria é realmente encantadora. Ainda não conheci Hallstadt, mesmo estando aí pertinho… mas quero muito voltar 🙂 Obrigada pelas dicas!

  8. Josiane, gostei das suas dicas sobre o que fazer na cidade durante o inverno, pois a maioria das dicas que já li, falam do verão. Quero conhecer a cidade, seguirei suas dicas!

    1. Muito obrigada Ana, feliz que você gostou das dicas 🙂 Montevidéu é um charme mesmo durante o inverno. Beijos

  9. eu adoro essa cidade, gosto muito de andar por suas ruas e me perder nas lojas de discos, sou fã do rock uruguaio e já assisti alguns shows por lá, saudades
    O Uruguai é um dos lugares mais legais da América do Sul.
    O meu escritor preferido é uruguaio, o Eduardo Galeano, já fui a Montevideo 3 vezes e todas as vezes compro vários livros e CDS, o nome dessa avenida em frente ao Rio de la Plata é Rambla, que faz alusão às ramblas espanholas.
    Beijos

    1. Oi Flávia, muito obrigada pela visita que por esse comentário lindo que complementou as informações do post. Eu não sabia sobre essa alusão às ramblas espanholas, bem interessante. E que legal que você já foi a capital uruguaia tantas vezes. Eu quero voltar assim que possível, e da próxima vez espero pegar um tempo bom. Eu não conheço muito bem sobre esse escritor que você mencionou, mas como fiz couchsurfing lá, o meu host me ensinou me muita coisa sobre a cultura dos uruguaios, e me lembro que ele mencionou sobre Eduardo Galeano.

      Um grande abraço e um ótimo domingo Flávia

  10. Nossa, adorei as dicas! Nunca fui para Montevidéu, mas achei o seu roteiro super completo. Realmente, a cidade parece muito rica e apaixonante! Quando eu for, falo aqui as minhas impressões 🙂

  11. Não tive a chance de ir para Montevideu ainda, mas achei o seu post super completo! As dicas estão boas e o roteiro parece ser perfeito para explorar a cidade, que, sinceramente, me parece muito apaixonante. 🙂

    1. Oi Paula, muito obrigada. Montevidéu é uma gracinha, daqueles lugares que eu quero voltar algum dia 🙂

      Abraços

  12. Lidiane Albuquerque says: Responder

    Adorei suas dicas ! O post está super detalhado, achei ótimo ! Muito completo. Achei ótimo ter as dicas com a pesoectiva do Inverno.

    1. Oi Lidiane, muito obrigada 🙂 O inverno acaba assustando um pouco o turista brasileiro, mas confesso que adoro o friozinho (só não gosto de chuva quando estou viajando).

      Abraços

  13. Para além do Brasil não conheço nada na América do Sul… Uruguai, Chile e Argentina já estão na lista… adorei as dicas! 🙂

    1. Muito obrigada, eu adorei esses 3 países. Conheci eles em uma viagem só e foi ótimo 🙂

      Beijos

  14. Gostei das dicas e são boas ideias pra quem tem um tempo curto… mas olha, Montevidéu tem tanta coisa… um dia é pouco demais!

    1. Sim Camila, até citei isso no post. Acho que precisa de pelo menos 3 dias para conhecer Montevidéu. Mas como mencionei, eu tinha 2 dias para conhecer a cidade, mas por causa da chuva, acabei deixando de conhecer muitos lugares.

      Abraços

  15. Legal esse roteiro, Josiane. é bom aproveitar o lugar nao importa o tempo, né? haha
    achei legal vc mencionar que os estabelecimentos fecham bo fds. É bom pra ir ja programado e saber o wue vai ta aberto ou nao, boa dica!
    🙂

    1. Muito obrigada pela visita. Haha, faça chuva ou sol, a viagem tem que ser curtida, você está certíssima. Ir em uma cidade morta no final de semana não rola né 😉

      Um grande abraço

  16. […] O que fazer em Montevidéu no inverno: roteiro completo de 1 dia […]

  17. Oi, Josi!
    Conheci seu blog pesquisando sobre Montevideu e estou encantada! Adorei seus relatos (e saber que dá pra voltar do Centro para Pocitos a pé heh). Me identifiquei também porque sou vegetariana (em trasição para o veganismo) e curso Letras XD
    Já vou assinar os feeds para não perder nada!
    Um beijo.

    1. Oi Livia, muito obrigada pela visita e pelo elogio. Ganhei o meu dia com o seu comentário rs, que meigo da sua parte. Que lindo que você está nessa transição para o veganismo, parabéns, tiro o meu chapéu para você. É tão bom encontrar pessoas das quais se importam com os animais e com o nosso meio ambiente 🙂 Ah, apenas uma observação sobre ir a pé para Pocitos, como citei no post, é uma caminhada bem longa rs, tem que ter disposição. Mas por um outro lado, é uma boa opção para se exercitar, não é?

      Qualquer dúvida que ainda tiver sobre o que fazer Montevidéu, ficarei feliz em ajudá-la. Eu tive o azar de pegar tempo feio lé, mas se for em um dia de sol, dá para aproveitar muito mais a cidade 😉

      Um grande abraço

  18. […] legal de Colonia, é que a cidadezinha fica super perto de Buenos Aires e a capital do Uruguai, Montevidéu. Então uma ótima dica para quem estiver visitando a terrinha dos hermanos argentinos, não deixe […]

  19. […] O que fazer em Montevidéu no inverno: roteiro completo de 1 dia […]

  20. Esse será meu guia no dia que eu for a Montevideo! Por enquanto conheço só Colônia.

    Bjs!

    1. Muito obrigada Mônica, feliz que o post vai ser útil para você.
      E você já conheceu a cidade mais fofa do Uruguai na minha humilde opinião, Colonia Del Sacramento é um charme.

      Um grande abraço 🙂

  21. […] O que fazer em Montevidéu no inverno: roteiro completo de 1 dia […]

  22. […] O que fazer em Montevidéu no inverno: roteiro completo de 1 dia […]

  23. […] ele foi considerado um dos edifícios mais altos da América Sul. E uma curiosidade é que lá em Montevidéu  no Uruguai se encontra seu irmão gêmeo, o Palácio Salvo, que também foi construído pelo mesmo […]

  24. Gente, que pôster 👏👏👏👏
    Amei ❤️❤️❤️
    Minha primeira vez em Montevideu e já me sinto uma uruguaia.
    Parabéns Josi 😘

    1. Oi Maria tudo bom 🙂 Muito obrigada, feliz com seu comentário.
      Ahh eu adoraria está em Montevidéu, essa cidade é um charme não é 🙂 Eu morro de vontade de voltar algum dia rs. Espero que você se divirta bastante na capital do Uruguai.
      Volte sempre querida.
      Beijos

  25. Fui no verão e é louco como muda tanto o clima (não de tempo rs, mas de estilo) da cidade e a cara… Vale a visita no inverno e no verão também!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: