O que fazer em Oslo na Noruega – 10 atrações imperdíveis

Por Josiane Bravo
21 comentários

Já sabe o que fazer em Oslo, a capital da Noruega? Tratando-se da maior cidade do país, lugares para conhecer é o que não vão faltar. São atrações para todos os gostos, deste parques e muita área verde para quem ama e curte natureza (como eu), assim como vários museus, restaurantes, igrejas, enfim, com certeza uma cidade para não colocar defeito (apenas um hehe, é cara pra caramba).

Visitei a capital da Noruega em outubro, pleno outono. A cidade estava lindamente maravilhosa com suas árvores multicoloridas e com folhas espalhadas pelo chão. Um cenário mágico que deu um toque especial para o charme de Oslo.

Como chegar a Oslo

Para quem desembarcar pelo principal e maior aeroporto da Noruega (o Aeroporto de Oslo Gardermoen), tem várias opções para o translado até o centro como trem, ônibus, táxi (o mais caro de todos) e até uber ou carro alugado.

O aeroporto localiza-se em Gardemoen, que fica em torno de 45 quilômetros de Oslo. Segue as duas opções mais acessíveis.

 Trem:

  • a maneira mais em conta para chegar até o centro é através do transporte público, o trem convencional que é operado pela empresa NSB;
  • foi este o meio de transporte que escolhi e adorei. Para comprar o bilhete é muito fácil, assim que desembarcar siga as setas que indicam “train station”, é lá onde ficam as maquininhas de alto atendimento;
  • do aeroporto até a estação de trem de Oslo o trajeto dura 23 minutos, e a passagem custa 93 coroas norueguesas (referência para 2017);

  • também é possível comprar os bilhetes através do site da NSB;
  • para comprar o bilhete online, coloque Oslo Lufthavn (nome da estação de trem do aeroporto) com destino à Oslo S (a sigla S significa Oslo Central, ou seja, estação de trem central da cidade).

Flytoget:

  • um trem de alta velocidade que é operado pela empresa Flytoget, também conhecido como “Airport Express Train“;
  • a vantagem desse trem é que eles são operados a cada 10 minutos e são bem pontuais, e a desvantagem é que o bilhete custa o dobro do preço do trem convencional. Uma opção mais elegante para quem quer mais conforto.

Observação: os dois postos de atendimento, tanto da Flytoget como o da NSB ficam lado a lado. As maquininhas de bilhete da Flytoget são da cor laranja.

E chegando em Oslo você desembarcará na Oslo Sentralstasjon, a Estação Central de Oslo, que por sinal é bem charmosa. Nela encontra-se várias lojas, restaurantes, supermercados e até um shopping. E para quem precisar, tem lockers automáticos.

Parte externa da Estação Central de Oslo

Quantos dias ficar em Oslo?

Se você tem tempo, o ideal seria  pelo menos uns 3 dias para conhecer as atrações de Oslo com calma. Eu fiquei apenas 2 dias e deixei de visitar vários lugares.

Já contratou seu seguro viagem?

O seguro viagem é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, incluindo a Noruega. Para contratar o melhor seguro, eu uso e recomendo a Seguros Promo, site que compara os preços e coberturas das principais seguradoras do mundo. Clique aqui e faça sua cotação online. Encontre os melhores preços e pague em até 12 vezes no cartão de crédito. E os leitores do blog ganham 5% de desconto usando o código TURISTANASNUVENS

 

Outono em Oslo

Como se locomover?

Modesta parte, achei Oslo uma cidade relativamente pequena e fácil de ser percorrida a pé. Eu prefiro conhecer os lugares que visito caminhando, para mim essa é a forma ideal de achar aqueles lugarzinhos escondidos que não aparecem nos guias de viagens.

Para visitar as atrações mais afastados será necessário o uso do transporte público de Oslo, que é ótimo (mas caro). E para facilitar sua viagem, a dica é baixar o Rutter no seu celular, um aplicativo muito útil para quem for depender de transporte público em Oslo.

O que fazer em Oslo

1. Catedral de Oslo – Domkirke

Bem no centro da cidade, na agitada Karl Johans Gate, encontra-se a charmosa Catedral de Oslo.

A Catedral de Oslo foi construída lá no século 17 e tem traços do barroco na sua construção. Para quem curte visitar igrejas, fica a dica de um passeio gratuito. Vale a pena conferir seu interior se ela estiver aberta.

2. Palácio Real – Slottet

O Palácio Real é o local onde vive o rei e rainha da Noruega (o país é monárquico), ou seja, o lar doce lar da família real.

Como trata-se de um dos países mais caros para viver, confesso que achei o palácio bem simples quando comparado com os demais palácios da Europa. Então já adianto que talvez fique decepcionado com a simplicidade. Mas como sou uma pessoa simples, achei o palácio bonito e interessante ver que a família real não precisa esbanjar sua riqueza.

E o destaque para o Palácio Real é sua vista linda através da Karl Johans Gate, uma das ruas mais movimentadas e famosas de Oslo. Como fica em uma parte mais alta, é possível ver o palácio de longe. Além disso, ele fica dentro de um parque muito charmoso, o Slottsparken, que durante a data que fui estava com as árvores e o chão todo colorido por conta do outono.

E se você se interessar, é possível ver a troca de guarda na frente do palácio, que acontece diariamente às 13:30. Também tem visitas guiadas em inglês para quem quiser conhecer seu interior. No entanto, as visitas só acontecem de junho a agosto, durante o verão.

A visita guiada tem duração de 1 hora e os ingressos podem ser adquiridos no Centro de Visitantes de Oslo.

3. Oslo Ópera House

Trata-se do centro de artes cênicas mais importante da Noruega. Com sua arquitetura super moderna feita de mármore e vidro, o Oslo Ópera House é um dos destaques turísticos da cidade.

A construção é gigante e o grande destaque do edifício é sua cobertura que inclina-se sobre as águas do fiorde de Oslo. E o mais interessante é que é permitido caminhar pelo teto do lugar dependendo da sua disposição. Por isso, acho válido visitar o local mesmo que seja apenas para contemplar a bela arquitetura, algo totalmente gratuito.

Localização: o Ópera House de Oslo fica bem pertinho da Estação Central de Oslo e localiza-se bem de frente do fiorde Oslofjord, em um bairro costeiro, o Bjorvika.

Confira mais informações no site oficial do Ópera House.

Opera de Oslo

4.  Karl Johans Gate

A Karl Johans Gate é a rua mais popular e movimentada de Oslo. A rua é bem fotogênica e nela encontra-se várias lojas de marcas para quem quer ir às compras e se assustar com os preços absurdos. Você também vai encontrar restaurantes e vários pontos turísticos como o Teatro Nacional, o Parlamento da Noruega, a Catedral de Oslo, entre outros.

E bem no final da Karl Johans Gate fica um dos grandes destaques da rua mais popular da cidade, o Palácio Real.

Karl Johans Gate, e ao fundo, no final da rua está o Palácio Real

5. Parlamento da Noruega – Stortinget 

Vale a pena parar um pouquinho na frente do Parlamento Norueguês, cuja arquitetura é bem atraente, construída com tijolinhos amarelos.

Diquinha: durante o verão é possível fazer visitas guiadas em inglês aos sábados, e detalhe, é de GRAÇA. Outro destaque é que bem na frente do parlamento tem uma praça muito charmosa.

6. Teatro Nacional (Nationaltheatret)

Fiquei encantada com o charme da arquitetura do Teatro Nacional de Oslo que fica situado na agitada rua comercial Karl Johans Gate.

Também conhecido como Nationaltheatret, trata-se de um dos maiores teatros para apresentações de artes dramáticas na Noruega.

7. Vigeland Park

O Vigeland Park (ou Vigelandsanlegget) é o parque mais popular e visitado de Oslo, localizado dentro do Parque Frogner.

O parque é um verdadeiro museu a céu aberto, local que reúne muito verde com um toque especial de arte, pois lá encontra-se mais de 200 esculturas de um único escultor, o  norueguês Gustav Vigeland.

Prepare-se para ver um show de esculturas exóticas com poses das mais variáveis, representando a existência humana, assim como a ira, o trabalho, sexo, enfim, muita escultura para você apreciar e usar sua imaginação para descrevê-las.

A escultura mais famosa e uma das queridinha dos turistas é a do garotinho com raiva que está batendo o pé no chão (Sinnataggen).

O Vigeland Park fica aberto todos os dias (24 horas) e para a alegria do turista brasileiro que precisa trocar seus reais por coroas norueguesas, a entrada é totalmente GRATUITA 😉

Além do parque, também é possível conhecer dois museus que estão localizados na região, o Museu da Cidade de Oslo e o Museu Vigeland.

Como chegar no Vigeland Park: para chegar até ele é bem simples, da Estação Central de Oslo pegue o tram 12. Se tiver disposição, também pode ir a pé. Eu fiz isso e achei a caminhada bem atrativa. Demorei em torno de 40 minutos saindo do centro e ao longo do caminho pude ver uma variedade de casinhas lindas.

8. Fortaleza de Akershus

A Fortaleza de Akershus fica bem no centro de Oslo e trata-se do local que serviu para proteger a cidade contra invasores, construído em 1299. É um lugar recheado de história e várias atrações como o Museu da Resistência, uma Sala de Concertos, o Museu das Forças Armada e um castelo lindo.

A entrada na fortaleza é gratuita, mas para entrar no castelo e nos museus a atração é paga. E durante o verão o local oferece visitas guiadas.

O bacana de visitar o interior da fortaleza é que de lá é possível ter uma vista bem privilegiada do fiorde de Oslo e o bairro Akker Brygge.

Área externa da Fortaleza de Akershus

9. Península Bygdøy

A península Bygdøy é daquelas atrações imperdíveis para quem quiser conhecer um pouco mais da história marítima da Noruega. Trata-se de um bairro residencial que fica localizado na região oeste de Oslo e local onde ficam situados 5 museus:

  • Museu Marítimo: abriga barcos típicos de cada região da Noruega e conta parte da história da navegação norueguesa.
  • Museu Fram (Frammuseet): este aqui tem como atração principal o navio polar Fram, que já foi utilizado pelos três maiores exploradores da Noruega, Fridtjof Nansen, Otto Sverdrup e Roald Amundsen.
  • Museu Kon-Tiki: lá ficam os barcos do maior explorador da Noruega, o Thor Heyerdahl, um valente que resolveu cruzar o Oceano Pacífico em 1947.
  • Museu do Navio Viking (Vikingskipshutset): para os fãs do Vikings, é neste museu que fica os barcos da Era Viking
  • Museu do Folclore Norueguês (Norsk Folkemuseum): é o mais diferentão já que trata-se de um museu a céu aberto. O meseu reúne várias construções originais da Noruega datadas de diferentes séculos como uma igreja antiga de madeira. É um lugar bacana para visitar se você tem interessa em conhecer um pouco mais da cultura local e ver como os noruegueses viviam no passado.

Museu do Folclore Norueguês – Créditos da foto – Pixabay

Para chegar até a península tem a opção de ir de ferry (acredito que essa seja a maneira mais legal já que é possível admirar Oslo vista de longe), o único porém de ir de barco é que este meio de transporte público só funciona de abril a outubro. Se for em outra época, tem ônibus todos os dias, o ônibus 30.

Eu não cheguei a conhecer a península nem os museus, para mais informações confira este post aqui do blog Pegadas na Estrada com mais detalhes e dicas sobre o bairro.

10. Museus

O que não falta em Oslo são museus, e um dos mais famosos é o dos Barcos Vikings. Como tudo na capital da Noruega é caro para o viajante econômico, acabei não conhecendo nenhum.

No item anterior eu já mencionei os museus mais famosos que ficam em Bygdøy. Confira outras opções:

Oslo Pass: a entrada para cada museu da cidade custa entre 70-100 NOK para adultos. Se for visitar 4 museus por exemplo, vai gastar mais de 200 NOK. Neste caso, talvez compense comprar o Oslo Pass, um passe de 24h, 48h ou 72h que dá acesso a mais de 30 museus da cidade, transporte ilimitado nos ônibus, trams e até barcos, além de descontos em restaurantes e outras atrações da cidade. Clique aqui para mais informações.

Outras atrações em Oslo que vale a pena conhecer

Rua Damstredet

A Rua Damstredet  é uma das ruas mais charmosas e coloridas de Oslo na minha humilde opinião. É uma ruela estreita onde você encontrará várias casinhas de madeira construídas no início do século 19. Para quem gosta de lugares coloridos, vale a pena conferir.

 

The Nobel Peace Center

O Nobel Peace Center é local onde acontece todos os anos a entrega do Prêmio Nobel.

Galeria Nacional

Museu onde encontra-se a famosa obra de Edward Munch, conhecida como “O Grito”.

Onde se hospedar em Oslo

Como a capital da Noruega não é lá aquelas coisas no quesito “cidade grande”, a dica é se hospedar na região central, onde fica a maioria das atrações da cidade. A missão difícil vai ser achar um hotel barato para o bolso do viajante “econômico”, ô cidade para ser cara hein. Confira algumas opções:

  • Scandic Byporten: hotel com uma localização ótima, pois ele fica situado dentro de um shopping center que fica dentro da estação de trem de Oslo. Outro destaque do hotel é sua decoração em estilo escandinavo. Peguei essa dica de hotel neste post aqui do blog Andarilhos do Mundo, e o pessoal do blog Malas e Panelas também se hospedaram lá.
  • Scandic Victoria: este hotel fica localizado entre a Estação Central de Oslo e o Palácio Real, ou seja, pertinho de várias atrações turísticas da cidade.
  • Citybox Oslo: além da ótima localização, o valor da diária não é tão assustador comparando com os demais hotéis situados no centro de Oslo. Ou seja, um hotel para quem procura algo “econômico”, dica do blog Pegadas na Estrada.
  • Saga Poshtel Hostel (albergue): este hostel tem ótimas referências pelo booking.com e está situado coladinho da rua comercial mais famosa da cidade e a 8 minutos a pé da Estação Central de Oslo
  • Anker Hostel (albergue): albergue que fica no coração de Oslo, com ótima localização.

Clique aqui para se cadastrar no Airbnb e ganhe R$130,00 de desconto na sua primeira reserva 


E você já conhece Oslo? Tem alguma dica de lugar que deixei de mencionar no post?

Para salvar no seu Pinterest ⇓


***Confira outros posts da Noruega***


***Receba mais dicas de viagens***


Gostou do post? Se sim, aproveita para ajudar essa turista que tanta ama viajar a manter o blog e continuar dando dicas de viagens e muito mais. É bem simples. Para reservar qualquer hotel com vários destinos ao redor do mundo, a dica é o Booking.com. Ao fazer sua reserva por um dos banners do blog ou por este link abaixo, você não gasta nenhum centavinho a mais por isso e ainda me ajuda com uma pequena comissão. Abraços e até a próxima. Josiane Bravo



Booking.com

21 comentários
0

Leia também

21 comentários

Keul Fortes 18 de dezembro de 2017 - 14:08

Adorei todas as suas dicas. Todas as atrações são fantásticas! Que trip hein? Esse lugar é lindo demais! Obrigada pelo post! =*

Responder
Josiane Bravo 21 de dezembro de 2017 - 17:13

Muito obrigada Keul, essa trip foi incrível rs. Fiquei completamente apaixonada pela Noruega 🙂 Abraços

Responder
Patricia Zaina 18 de dezembro de 2017 - 21:21

Lindas fotos e excelentes dicas, explicado com detalhes como chegar nas atrações. Parabéns pelo post!

Responder
Josiane Bravo 21 de dezembro de 2017 - 17:12

Muito obrigada Patricia 🙂 Abraços

Responder
Ruthia 18 de dezembro de 2017 - 21:45

Que cidade linda. E compacta, como eu gosto, para se conhecer a pé e com calma. Gostei em particular do Vigeland Park, os tapetes de folhas criaram um cenário perfeito. Vou guardar o seu post para quando visitar a Noruega.
P.S. Era tão bom se todos os nossos governantes fossem despojados como essa família real…

Responder
Josiane Bravo 21 de dezembro de 2017 - 17:11

O parque é maravilhoso não é 🙂 Como seria bom se todas as cidades tivessem parques como este e governantes menos ambiciosos.
Abraços

Responder
Adriana Magalhães 19 de dezembro de 2017 - 10:37

Que cidade belíssima. E concordo contigo: se puder conhecer tudo a pé, muito melhor!!! Parabéns pelo post, adorei

Responder
Josiane Bravo 21 de dezembro de 2017 - 17:04

Muito obrigada Adriana, é muito melhor conhecer a cidade a pé não é 🙂

Responder
Michelle - Receitinhas e Viagens 23 de dezembro de 2017 - 18:50

Conhecer uma cidade apé é sempre melhor quando não temos pressa e podemos curtir cada cantinho. As cidades da Europa são ótimas mesmo pra isso. Também recomendo!

Responder
Josiane Bravo 19 de janeiro de 2018 - 12:36

Eu também super recomendo Michelle, a grande maioria das cidades que visitei até agora na Europa conheci tudo a pé mesmo.

Responder
quartodeviagem 31 de janeiro de 2018 - 10:31

Oslo me surpreendeu muito, é uma cidade bem vibrante e com muitas coisas pra fazer, gostei principalmente do centro e da fortaleza, os parques também são ótimos para passar o tempo, voltaria com certeza!

Responder
Josiane Bravo 11 de fevereiro de 2018 - 09:40

Os parques são maravilhosos não é. Eu só passei na frente da fortaleza, mas achei um lugar incrível só de olhar.
Beijos

Responder
Quarto de viagem - Oslo, a cidade do Nobel da Paz - Quarto de viagem 31 de janeiro de 2018 - 10:52

[…] deixe de ler o post da Josiane do Uma turista nas nuvens sobre as 10 coisas imperdíveis de se fazer em […]

Responder
Mariléia Ambrósio 18 de abril de 2018 - 08:54

Olá! Chegaremos a Oslo de Ferry e voltaremos pelo aero de sander fjord… vc tem alguma dica para melhor forma chegarmos até lá?
Não encontrei nada a respeito…

Responder
Josiane Bravo 5 de maio de 2018 - 11:37

Olá Mariléia, tudo bom. ]
Infelizmente também não sei lhe passar essa informação sobre o aero de Sander Fjord 🙁

Responder
Norway in a Nutshell - como é o tour de um dia mais famoso da Noruega - Uma Turista Nas Nuvens 24 de maio de 2018 - 16:07

[…] Leia também: O que fazer em Oslo na Noruega – 10 atrações imperdíveis […]

Responder
Laura 7 de julho de 2018 - 22:46

Excelente artigo muito interessante adorei
http://www.igracaaranha.com.br/instagram-entrar/

Responder
Josiane Bravo 18 de julho de 2018 - 12:47

Muito obrigada Laura 🙂
Abraços

Responder
O que fazer em Bergen em 2 dias - 15 lugares imperdíveis - Uma Turista Nas Nuvens 24 de julho de 2018 - 17:24

[…] O que fazer em Oslo na Noruega – 10 atrações imperdíveis […]

Responder
Blog Pegadas na Estrada 12 de março de 2019 - 19:11

Olá Josiane,

Parabéns pelo trabalho! Um guia completo e organizado para quem quer conhecer Oslo.

Obrigado pela referência! 🙂

Abraço e ótimas viagens,

Renato
Blog Pegadas na Estrada

Responder
Josiane Bravo 15 de março de 2019 - 15:38

Muito obrigada 🙂 Abraços e boas viagens para o casal.

Responder

Deixe um comentário