O que fazer em Oslo na Noruega – 10 atrações imperdíveis

Já sabe o que fazer em Oslo, a capital da Noruega? Tratando-se da maior cidade do país, lugares para conhecer é o que não vão faltar. São atrações para todos os gostos, deste parques e muita área verde para quem ama e curte natureza (como eu), assim como vários museus, restaurantes, igrejas, enfim, com certeza uma cidade para não colocar defeito (apenas um hehe, é cara pra caramba).

Visitei a capital da Noruega em outubro, bem na época da minha estação do ano predileta, o outono. A cidade estava lindamente maravilhosa com suas árvores multicoloridas e com folhas espalhadas pelo chão. Um cenário mágico que deu um toque especial para o charme de Oslo.

Paisagem de outono em Oslo

Como chegar a Oslo

Para quem desembarcar pelo principal e maior aeroporto da Noruega (o Aeroporto de Oslo Gardermoen), existem várias opções para o translado até o centro como trem, ônibus, táxi (o mais caro de todos) e até uber ou carro alugado. O aeroporto localiza-se em Gardemoen, que fica em torno de 45 quilômetros de Oslo. Segue as duas opções mais acessíveis.

Trem: a maneira mais em conta para chegar até o centro é através do transporte público, o trem convencional que é operado pela empresa NSB. Foi este o meio de transporte que escolhi e adorei. Para comprar o bilhete é muito fácil, assim que desembarcar siga as setas que indicam “train station”, é lá onde ficam as maquininhas de alto atendimento. E não se preocupe, se você fala inglês, os atendentes são super simpáticos e é só pedi-los uma ajudinha na hora de comprar o bilhete do trem. Do aeroporto até a estação de trem de Oslo, o trajeto dura 23 minutos e a passagem custa 93 coroas norueguesas (referência para 2017)

Para facilitar, também é possível comprar os bilhetes através do site da NSB. Detalhe, para comprar o bilhete online, coloque Oslo Lufthavn (nome da estação de trem do aeroporto) com destino à Oslo S (a sigla S significa Oslo Central, ou seja, estação de trem central da cidade). E apenas mais uma observação, achei os trens super pontuais. Segue um print com o exemplo.

 

 

Flytoget: trata-se de um trem de alta velocidade que é operado pela empresa Flytoget, também conhecido como “Airport Express Train”. A vantagem desse trem é que eles são operados a cada 10 minutos e são bem pontuais, e a desvantagem é que o bilhete custa o dobro do preço do trem convencional. Uma opção mais elegante para quem quer mais conforto.

Observação: os dois postos de atendimento, tanto do Flytoget como o da NSB ficam lado a lado. As maquininhas de bilhete da Flytoget são da cor laranja.

E chegando em Oslo você desembarcará na Oslo Sentralstasjon, a Estação Central de Oslo, que por sinal é maravilhosa. Nela encontra-se várias lojas, restaurantes, supermercados e até mesmo um shopping. E para quem precisar, tem lockers automáticos.

Parte externa da Estação Central de Oslo

Parte interna da Estação Central de Oslo

Quantos dias ficar em Oslo?

Se você tem tempo, o ideal seria de pelo menos uns 3 dias para conhecer as atrações de Oslo com calma. Eu fiquei apenas 2 dias e deixei de visitar vários lugares (vou ter que voltar).

Como se locomover?

Modesta parte, achei Oslo uma cidade relativamente pequena e fácil de ser percorrida a pé mesmo. Eu prefiro conhecer os lugares que visito caminhando, para mim essa é a forma ideal de achar aqueles lugarzinhos escondidos que não aparecem nos guias de viagens. Claro que tem os bairros mais afastados onde ir a pé não será possível, mas para isso o transporte público é ótimo em Oslo (mas caro) e as atrações que ficam longe são poucas (veja no mapinha que disponibilizei aqui ⇓)

O que fazer em Oslo

1. Catedral de Oslo – Domkirke

Para quem curte visitar igrejas (como eu), bem no centro da cidade encontra-se a charmosa Catedral de Oslo, construída lá no século 17 e com traços do barroco. Para mais detalhes sobre a catedral, confira este post aqui.

2. Palácio Real – Slottet

O Palácio Real é o local onde vive o rei e rainha da Noruega (o país é monárquico), ou seja, o lar doce lar da família real. Como trata-se de um dos países mais caros para viver, confesso que achei o palácio bem simples quando comparado com os demais palácios da Europa, ou seja, pouca ostentação para um país tão rico como a Noruega. O que achei incrível é sua vista de longe através da Karl Johans Gate, uma das ruas mais movimentadas e famosas de Oslo. Além disso ele fica bem dentro de um parque maravilhoso (o Slottsparken) que durante a data que fui estava com as árvores e o chão todo colorido por conta do outono.

E se você se interessar, é possível ver a troca de guarda na frente do palácio, que acontece diariamente às 13:30. Também tem visitas guiadas em inglês para quem quiser conhecer o interior do palácio (isso apenas de junho a agosto, durante o verão). A visita tem duração de 1 hora e os ingressos podem ser adquiridos no Centro de Visitantes de Oslo.

3. Oslo Ópera House

Trata-se do centro de artes cênicas mais importante da Noruega. Com sua arquitetura super moderna feita de mármore e vidro, o Oslo Ópera House é um dos destaques turísticos da cidade.

A construção é gigante e o grande destaque do edifício é sua cobertura que inclina-se sobre as águas do fiorde de Oslo. E o mais interessante é que é permitido caminhar pelo teto do lugar dependendo da sua disposição. Por isso, acho válido visitar o lugar mesmo que seja apenas para contemplar a bela arquitetura, algo totalmente gratuito.

Localização: o Ópera House de Oslo fica bem pertinho da Estação Central de Oslo e localiza-se bem de frente do fiorde Oslofjord, em um bairro costeiro, o Bjorvika.

Confira mais informações no site oficial do Ópera House

4.  Karl Johans Gate

Trata-se de uma das ruas mais famosas e movimentadas de Oslo. A rua é bem fotogênica e nela encontra-se várias lojas de marcas para quem quer ir às compras e se assustar com os preços absurdos. Nela também encontra-se restaurantes e vários pontos turísticos como o Teatro Nacional, o Parlamento da Noruega, a Catedral de Oslo, entre outros. E bem no final da Karl Johans Gate fica um dos grandes destaques da rua mais popular da cidade, o Palácio Real.

Karl Johans Gate, e ao fundo, no final da rua está o Palácio real

Monumento na Karl Johan Gate

5. Parlamento da Noruega – Stortinget 

Vale a pena parar um pouquinho na frente do Parlamento Norueguês, cuja arquitetura é bem atraente, construída com tijolinhos amarelos. E para quem se interessar, durante o verão é possível fazer visitas guiadas em inglês aos sábados, e detalhe, é de GRAÇA. Outro destaque é que bem na frente do parlamento tem uma praça muito charmosa.

6. Teatro Nacional (Nationaltheatret)

Fiquei encantada com o charme da arquitetura do Teatro Nacional de Oslo que fica situado na agitada rua comercial Karl Johans Gate. Também conhecido como Nationaltheatret, trata-se de um dos maiores teatros para apresentações de artes dramáticas na Noruega.

7. Vigeland Park

O Vigeland Park (ou Vigelandsanlegget) é o parque mais popular e visitado de Oslo, localizado dentro do Parque Frogner.

Sobre o parque: trata-se de um verdadeiro museu a céu aberto, local que reúne muito verde com um toque especial de arte, pois lá encontra-se mais de 200 esculturas de um único escultor, o  norueguês Gustav Vigeland. Prepare-se para ver um show de esculturas exóticas com poses das mais variáveis, representando a existência humana, assim como a ira, o trabalho, sexo, enfim, muita escultura para você apreciar e usar sua imaginação para descrevê-las. Uma das mais famosas e queridinha dos turistas é a do garotinho com raiva que está batendo o pé no chão (Sinnataggen)

O Vigeland Park fica aberto todos os dias (24 horas) e para a alegria do turista brasileiro que precisa trocar seus reais por coroas norueguesas, a entrada é totalmente GRATUITA 😉 Além do parque, também é possível conhecer dois museus que estão localizados na região, o Museu da Cidade de Oslo e o Museu Vigeland.

Como chegar no Vigeland Park: para chegar até ele é bem simples se você tiver um pouco de disposição para ir a pé. Da estação central de Oslo a caminhada dura em torno de 40 minutinhos, e o bacana de ir na sola é que você vai ter a oportunidade de admirar as casinhas fofas que ficam no caminho, uma área residencial que é puro charme. Caso contrário, vale a pena gastar um pouco usando o transporte público, o meio mais prático é o tram (uma espécie de bondinho). Eu fui caminhando mesmo e achei bem tranquilo, para ver as rotas e qual meio de transporte usar, a dica é baixar o Ruter, um app muito útil para quem for depender de transporte público em Oslo.

8. Fortaleza de Akershus

A Fortaleza de Akershus fica bem no centro de Oslo e trata-se do local que serviu para proteger a cidade contra invasores, construído em 1299. É um lugar recheado de história e várias atrações como o Museu da Resistência, uma Sala de Concertos, o Museu das Forças Armada e um castelo lindo. A entrada na fortaleza é gratuita e durante o verão o local oferece visitas guiadas.

Confira mais informações no site da Fortaleza de Akershus

Área externa da Fortaleza de Akershus

9. Península Bygdøy

A península Bygdoy é daquelas atrações imperdíveis para quem quiser conhecer um pouco mais da história marítima da Noruega. Trata-se de um bairro residencial que fica localizado na região oeste de Oslo e local onde ficam situados vários museus como um dos mais famosos da cidade, o Museu dos Barcos Vikings, além do Museu Fram, entre outros.

Para chegar até a península existem várias opções como ir de ferry (acredito que essa seja a maneira mais legal já que é possível admirar Oslo vista de longe), o único porém de ir de barco é que este meio de transporte público só funciona de abril a outubro. Mas caso contrário, se for em outra época, é possível ir de ônibus mesmo (o número 30) ou até mesmo de carro.

Eu não cheguei a conhecer a península nem os museus, para mais informações confira este post aqui do blog Pegadas na Estrada com mais detalhes e dicas sobre o bairro.

10. Museus

O que não falta em Oslo são museus, e um dos mais famosos é o dos Barcos Vikings. Como tudo na capital da Noruega é caro para o viajante estilo “mochileiro”, acabei não conhecendo nenhum, mas vou deixar aqui uma listinha com os nomes dos mais famosos.

Museu dos Barcos Vikings, Museu Munch, Museu Nacional de Arte, Arquitetura e Design, Museu das Forças Armadas, Museu Fram, Museu do Folclore Norueguês e Museu Histórico.

Outras atrações em Oslo que vale a pena conhecer

Rua Damstredet: essa é uma das ruas mais charmosas e coloridas de Oslo na minha humilde opinião. Trata-se de uma rua estreita onde você encontrará várias casinhas de madeira construídas no início do século 19. Para quem gosta de lugares coloridos, não deixe de incluir este local no seu roteiro.

Casinhas coloridas na Rua Damstredet

The Nobel Peace Center: local onde acontece todos os anos a entrega do Prêmio Nobel (entrada gratuita segundo pesquisas 😉 )

Galeria Nacional: museu onde encontra-se a famosa obra de Edward Munch, conhecida como “O Grito”.

Onde se hospedar em Oslo

Como a capital da Noruega não é lá aquelas coisas no quesito “cidade grande”, a dica é se hospedar na região central, onde localiza-se a maioria das atrações da cidade. A missão difícil vai ser achar um hotel barato para o bolso do viajante “econômico”, ô cidade para ser cara hein (por isso fiz couchsurfing). Apenas para você ter uma ideia, vou listar alguns hotéis e hostels que têm ótimas referências pelo booking.com.

Scandic Byporten: hotel com uma localização das mais perfeitas, pois ele fica situado dentro de um shopping center que fica dentro da estação de trem de Oslo. Outro destaque do hotel é sua decoração em estilo escandinavo. Peguei essa dica de hotel neste post aqui do blog Andarilhos do Mundo, e o pessoal do blog Malas e Panelas também se hospedaram lá.

Scandic Victoria: este hotel fica localizado entre a Estação Central de Oslo e o Palácio Real, ou seja, pertinho de várias atrações turísticas da cidade.

Citybox Oslo: além da ótima localização, o valor da diária não é tão assustador comparando com os demais hotéis situados no centro de Oslo. Ou seja, um hotel para quem procura algo “econômico”, dica do blog Pegadas na Estrada.

Saga Poshtel Hostel (albergue): este hostel tem ótimas referências pelo booking.com e está situado coladinho da rua comercial mais famosa da cidade e a 8 minutos a pé da Estação Central de Oslo

Anker Hostel (albergue): albergue que fica no coração de Oslo, com ótima localização.

Vista para o Distrito de Aker Brygge

E você já conhece Oslo? Tem alguma dica de lugar que deixei de mencionar no post?

Para salvar no seu Pinterest ⇓


***Receba mais dicas de viagens***


Gostou do post? Se sim, aproveita para ajudar essa turista que tanta ama viajar a manter o blog e continuar dando dicas de viagens e muito mais. É bem simples ? Para reservar qualquer hotel com vários destinos ao redor do mundo, a dica é o Booking.com. Ao fazer sua reserva por um dos banners do blog ou por este link abaixo, você não gasta nenhum centavinho a mais por isso e ainda me ajuda com uma pequena comissão. Abraços e até a próxima ? Josiane Bravo



Booking.com

15 Replies to “O que fazer em Oslo na Noruega – 10 atrações imperdíveis”

  1. Adorei todas as suas dicas. Todas as atrações são fantásticas! Que trip hein? Esse lugar é lindo demais! Obrigada pelo post! =*

    1. Muito obrigada Keul, essa trip foi incrível rs. Fiquei completamente apaixonada pela Noruega 🙂 Abraços

  2. Lindas fotos e excelentes dicas, explicado com detalhes como chegar nas atrações. Parabéns pelo post!

    1. Muito obrigada Patricia 🙂 Abraços

  3. Que cidade linda. E compacta, como eu gosto, para se conhecer a pé e com calma. Gostei em particular do Vigeland Park, os tapetes de folhas criaram um cenário perfeito. Vou guardar o seu post para quando visitar a Noruega.
    P.S. Era tão bom se todos os nossos governantes fossem despojados como essa família real…

    1. O parque é maravilhoso não é 🙂 Como seria bom se todas as cidades tivessem parques como este e governantes menos ambiciosos.
      Abraços

  4. Que cidade belíssima. E concordo contigo: se puder conhecer tudo a pé, muito melhor!!! Parabéns pelo post, adorei

    1. Muito obrigada Adriana, é muito melhor conhecer a cidade a pé não é 🙂

  5. Conhecer uma cidade apé é sempre melhor quando não temos pressa e podemos curtir cada cantinho. As cidades da Europa são ótimas mesmo pra isso. Também recomendo!

    1. Eu também super recomendo Michelle, a grande maioria das cidades que visitei até agora na Europa conheci tudo a pé mesmo.

  6. Oslo me surpreendeu muito, é uma cidade bem vibrante e com muitas coisas pra fazer, gostei principalmente do centro e da fortaleza, os parques também são ótimos para passar o tempo, voltaria com certeza!

    1. Os parques são maravilhosos não é. Eu só passei na frente da fortaleza, mas achei um lugar incrível só de olhar.
      Beijos

  7. […] deixe de ler o post da Josiane do Uma turista nas nuvens sobre as 10 coisas imperdíveis de se fazer em […]

  8. Mariléia Ambrósio says: Responder

    Olá! Chegaremos a Oslo de Ferry e voltaremos pelo aero de sander fjord… vc tem alguma dica para melhor forma chegarmos até lá?
    Não encontrei nada a respeito…

    1. Olá Mariléia, tudo bom. ]
      Infelizmente também não sei lhe passar essa informação sobre o aero de Sander Fjord 🙁

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: