O que fazer em Bergen em 2 dias – 10 lugares imperdíveis

Já sabe o que fazer em Bergen? A pequenina e charmosa Bergen ou Berga em português está entre uma das cidades mais belas da Noruega e é a porta de entrada para os passeios pelos incríveis fiordes noruegueses.

Conhecida pelas suas coloridas casas de madeira e pela paisagem montanhosa que a rodeia, a cidade apesar de pequena esbanja charme e é recheada de atrações para todos os gostos.

Sobre Bergen 

Bergen é a segunda maior cidade do país e no passado já foi até capital da Noruega. Também foi uma das principais cidades da Liga Hanseática.

Rodeada por sete montanhas e com vista para o mar, Bergen é uma cidade que abraça o turista com vistas especulares e uma natureza exuberante que a rodeia. Mas ela só tem um defeitinho, está classificada como uma das cidades que mais chove na Europa, nada mais nada menos que 250 dias de chuva por ano. Então a dica é não ficar  triste se a chuva atrapalhar seu passeio, pois se molhar faz parte da experiência.

Como chegar em Bergen

Os principais meios de chegar até a cidade:

De avião:

  • o aeroporto de Bergen (BCO) está localizado na cidade de Flesland, que fica em torno de 17 quilômetros do centro de Bergen.
  • Para chegar até a cidade,  a maneira mais prática e barata de locomoção é através de um ônibus expresso (shuttle), que é operado pela empresa Flybussen. Os ônibus partem a cada 15 minutos e o trajeto dura em torno de 30 minutos, parando em vários lugares da cidade. E detalhe, o bilhete pode ser comprado diretamente com o motorista.
  • Vale ressaltar que não existe Uber em Bergen, e táxi custa o olho da cara.

De carro:

  • com certeza a maneira mais prática para chegar na cidade. Para quem vem de carro, a liberdade de ir e parar onde quiser é bem mais ampla.

De trem:

  • foi através deste meio de transporte que cheguei em Bergen. Essa é a forma mais prática para chegar até a cidade, já que a viagem em si já é uma atração, pois o país está recheado de paisagens maravilhosas.
  • de Oslo à Bergen por exemplo, a viagem de trem foi até reconhecida como uma das mais belas do mundo.
  • para quem optar por este meio, a estação ferroviária de Bergen fica bem perto do centro de Bergen e a estação de ônibus fica logo atrás. Dependendo de onde estiver hospedado, é possível ir caminhando até seu hotel se estiver com poucas malas.

E se chegar de barco/navio, estará bem perto de centro de Bergen, já que o porto fica nessa região.

Estação de trem em Bergen

Dia 1

Relativamente pequena se comparada com as demais cidades da Europa e até mesmo Oslo, é possível conhecer as principais atrações da cidade em apenas um dia.

Neste roteiro de 2 dias, selecionei os principais pontos turísticos para o primeiro dia. Confira este mapinha aqui para ver a rota do dia 1.

A dica para aproveitar ao máximo o dia 1 é acordar cedo e curtir cada segundo nessa cidade linda. De um modo geral, como vocês vão ver no mapinha acima, todas atrações estão bem próximas uma da outra e por isso é possível fazer tudo a pé e com calma, sem a necessidade do uso de transporte público.

1. Bergenhus Fortress

O Bergenhus Fortress é um antigo forte que foi usado durante vários séculos para proteger a entrada do porto de Bergen. A atração se encontra bem no centrinho histórico da cidade e trata-se de um dos fortes mais antigos e preservados da Noruega, local que já serviu de residência real no século XI.

O que encontrar no Bergenhus Fortress: a fortaleza abriga construções antigas datadas deste 1240 e outras a partir da Segunda Guerra Mundial. Para quem curte história e lugares antigos, é um local bem interessante para passar um tempinho admirando as construções medievais que se encontram dentro do castelo. Lá você encontrará um jardim charmoso, Sala Sacerdotal, igrejas, a Torre Rosenkrantz que foi residência do Rei Eirik Magnusson no século XIII e o Bergenhus Fortress Museum que fica perto do estacionamento (museu com entrada gratuita).

Se o tempo estiver bom, através da Torre Rosenkrantz é possível ver a cidade do alto. Eu não cheguei a fazer isso, mas fica a dica para curtir uma vista das alturas do centrinho histórico de Bergen. A subida até a torre é uma atração paga, veja os horários e valores aqui.

Torre Rosenkrantz

Obs: a entrada para a parte externa da fortaleza é totalmente gratuita, mas vale ressaltar que o acesso para às salas principais é pago.

2. St. Mary Church – a igreja mais antiga de Bergen

Bem no centrinho histórico de Bryggen encontra-se a igreja mais antiga de Bergen, a Igreja de Santa Maria ou  Mariakirken em norueguês. A igrejinha é relativamente pequena, porém não deixa de ser linda, e tem como diferencial duas torres que podem ser vistas de longe, além de mais de mil anos de história. Mais informações no site de turismo da cidade, o VisitBergen.

3. Bryggen – centro histórico de Bergen

Trata-se de um dos cartões postais de Bergen e a região mais famosa e fotografada da cidade, onde localiza-se as charmosas casinhas coloridas de madeira.

Bryggen é nada mais nada menos que o bairro mais antigo de Bergen, um complexo de grande valor histórico que é formado por várias construções de madeira que no passado sofreram vários incêndios, sendo os mais devastadores em 1702 e o outro em 1955.

O interessante é que mesmo depois de vários incêndios, um conjunto de casinhas coloridas de madeira que ficam situadas à beira do porto conseguiram se manter em pé. Deste então, depois da área ser revitalizada, hoje essas casinhas são o grande destaque de Bergen e Bryggen é Patrimônio Mundial da Unesco deste 1979.

E no local onde se encontra as casinhas coloridas abrigam-se restaurantes, lojas de souvenir, bares, museus, etc. Vale a pena entrar dentro do complexo para ver de pertinho o interior das casinhas e observar a arquitetura de madeira que mesmo depois de séculos ainda continuam preservadas.

Para quem gosta de história e tem curiosidade em saber como viviam os noruegueses no passado, vale a pena conferir o Bryggen Museum, um pequeno museu que fica pertinho das casinhas coloridas de Bryggen e da Igreja de Santa Maria. Confira os horários de funcionamento e valores no site de turismo de Bergen.

Predinhos fofos em Bryggen

Além das casinhas coloridas, vários predinhos me chamaram à atenção na região de Bryggen como o do Mc Donald´s e do Starbucks, super fotogênicos. A dica é dedicar um tempinho para caminhar nessa área que é puro charme.

Mc Donald´s em Bergen
Starbucks

4. Mercado de peixes

Ainda no centro histórico de Bryggen, para os amantes de pescado, do outro lado da baía encontra-se o famoso mercado de peixes de Bergen. Eu particularmente não cheguei a ir no lugar porque não curto peixes, mas para quem gosta, vale a pena incluir no seu roteiro. Fica a dica para o almoço 😉

O mercado de peixes fica situado no mesmo local onde encontra-se o Centro de Informações de Bergen.

O Centro de Informações e o Mercado de Peixes é aquele edifício preto ao fundo

5. Torgallmenningen

Saindo do mercado de peixes, siga em direção para a principal avenida comercial de Bergen, a Torgallmenningen, uma rua para pedestres onde encontrará vários restaurantes, bares, cafés, algumas estátuas interessantes, além do Sjømannsmonumentet, um monumento lindo que homenageia os navegadores noruegueses deste a época viking.

Monumento Sjømannsmonumentet na Praça Torgallmenningen 

6. Byparken

Saindo da área mais turística de Bergen, Bryggen, a dica é relaxar um pouco no Byparken, um parque maravilhoso que é recheado de esculturas, jardins, um coreto super fotogênico, além de um lago lindo que fica ao seu lado, o Lille Lungergardsvannet.

7. Lille Lungegårdsvannet

O Lille Lungegardsvannet é o lago mais famoso da cidade que fica coladinho com o Byparken.

O lago proporciona uma vista incrível das casinhas que ficam na montanha, e bem na época que fui as árvores estavam todas coloridas por conta do outono, dando um toque ainda mais mágico para o cenário que é composto por um chafariz que fica no centro do lago, além de vários cisnes e patos que embelezam ainda mais o lugar. Atração perfeita para tirar várias fotos.

8. Monte Fløyen

Para terminar o primeiro dia com chave de ouro, a dica é uma parada até o Monte Fløyen, que trata-se de uma das atrações mais visitadas em Bergen e local com uma das vistas panorâmicas mais incríveis da cidade.

Base do funicular – Floibanen

Como chegar no Monte Fløyen:

  • Funicular Fløibanentem duas maneiras de chegar até o Monte Fløyen, (1) através do funicular ou é possível chegar a pé (2), em uma caminhada que dura em torno de 30 minutos. Se otpar pelo funicular Floibanen, a base fica bem no centro de Bergen, pertinho das casinhas coloridas de Bryggen.

Há dois funiculares que sobem e descem a montanha a cada 15 minutos, então a espera é rápida. O trajeto leva em torno de 7 minutinhos e durante a subida é feita 3 paradas.

Outra opção é subir a montanha usando o funicular e voltar a pé, já que a descida é menos cansativa. Como já estava bem cansada no fim do dia, acabei optando em fazer ambos os trajetos de funicular.

Para informações dos horários de funcionamento dos funiculares, confira aqui no site oficial. E para referência, o valor (ida/volta) do funicular para adultos é de 90 coroas noruegasas e 50 para crianças.

Chegando lá no topo do Monte Fløyen prepare-se para ter uma vista espetacular de Bergen, dos fiordes, das montanhas, das casinhas coloridas e o lago Lille Lungegardsvannet que pode ser visto de longe. Lá em cima tem restaurantes, café, banheiros, acesso para trilhas e uma área bem agradável para a criançada se divertir com a presença de um troll ao redor dos brinquedos.

Outro destaque são as cabras que ficam lá no monte fazendo poses e alegrando a criançada ⇓

Vista do Monte Floyen. Conseguem ver o lago Lille Lungegardsvanne?

Vale a pena explorar a área que é bem ampla e se o tempo estiver bom, esperar para ver o pôr do sol.

Dia 2

No segundo dia a dica é conhecer algumas atrações que ficam fora da parte mais turística de Bergen ou até mesmo retornar nos lugares que mais gostou de conhecer no dia 1.

Coloquei apenas 3 lugares para este dia, pois a última atração eu acabei optando em fazer uma trilha para chegar até o topo do Monte Ulriken, que apesar de ser a montanha mais alta de Bergen, é bem menos turística que o Monte Floyen. Em todo o caso, é possível chegar nela através de um teleférico.

9. Casinhas coloridas de madeira

Não muito longe do centro histórico de Bergen encontra-se dois bairros que ficam coladinho um ao outro, o Sydnes e o Nøstet, ambos maravilhosos e recheados de casinhas de madeira super fofas.

Achei uma área bem interessante para ver de pertinho um bairro bem tipíco norueguês, e como disse, fica coladinho com o centro e é possivel ir a pé. Apenas para ter uma noção do que estou falando, veja as fotos ⇓

Para referência, anota aí os nomes das ruas mais fotogênicas que passei: Teatergaten, Gamle Nostegaten e Sankt Hansstredet.

10. St john’s church – Igreja de São João

Através da avenida comercial Torgallmenningen é possível ver de longe uma igreja vermelha que fica em uma parte mais alta da cidade, situada no bairro Sydnes.

A igreja de São João, ou Johanneskirken em norueguês, destaca-se pela sua linda arquitetura e claro, sua cor vermelha que é um diferencial. Eu não cheguei a entrar nela porque no dia estava fechada, mas pelo que li em outros blogs, seu interior é bem bonito.

11. Monte Ulriken (extra)

Outra montanha pra lá de linda que vai te proporcionar vistas panorâmicas de tirar o fôlego.

O Monte Ulriken é a montanha mais alta de Bergen e para chegar até o topo do monte, de onde tem vários acessos para trilhas, o acesso é por meio de um teleférico que funciona todos os dias, ou por meio de trilha.

Como mencionei anteriormente, eu optei em fazer a trilha. Para quem tem interesse em conhecer essa parte da cidade que fica um pouco mais afastada do centro de Bergen, escrevi um post mais detalhado sobre a trilha até o monte. Aqui você encontrará mais informações de como chegar no Monte Ulriken.

Outras atrações que não consegui conhecer

E se sobrar tempo no seu roteiro ou se tiver mais dias livres em Bergen, as seguintes atrações eu não tive tempo de conhecer, mas acho válido mencioná-las.

  • Museu Hanseático: este pequeno museu fica bem coladinho com as casinhas coloridas de Bryggen. Ele mostra como viviam os mercadores alemães que formavam a Liga Hanseática entre os séculos XIV e XVI.
  • Kode: trata-se de um centro de cultura composto por 4 edifícios, abringando 4 museus distintos. No Kode 3 por exemplo, o acervo é composto por obras do grande pintor norueguês Edvard Munch, um dos maiores pintores da Noruega. Confira mais informações sobre o Kode no site Visit Bergen.
Museu Kode
  • Fantoft Stave Church: a Fantoft Stave é uma igreja de madeira que foi construída lá na Era dos Vikings, na Idade Média, por isso tem como destaque sua arquitetura pra lá de diferente e vale ressaltar que é uma das poucas igrejas típicas norueguesas que restam no mundo. Ela fica situada em Fana, Bergen. Eu não cheguei a conhecê-la porque fica mais afastada, sendo necessário o uso de carro ou transporte público.

Extra – dia 3 – passeio pelos fiordes

Como Bergen é a porta de entrada para ver os famosos fiordes, existem algumas empresas que oferecem passeios de um dia (ou mais) pelos fiordes noruegueses. Um dos mais famosos é o “Norway in a Nutshell” que é oferecido pela empresa Fjord Tours. Além dele, também tem outros tipos de passeios com duração de 4 horas.

Paisagem vista no passeio – Norway in a Nutshell

O passeio do Norway in a Nutshell pode ser feito em apenas 1 dia (ou mais) e além de um mini cruzeiro pelos fiordes Aurlandsfjord Nærøyfjord, ele também inclui uma viagem de trem de Flam à Myrdal, que está classificada como uma das viagens de trem mais belas do mundo.

Fiordes – Norway in a Nutshell

Para mais informações sobre este passeio de 1 dia inteiro, escrevi um post bem detalhado com todas as dicas necessárias para fazer o Norway in a Nutshell. Confira aqui ⇓

Leia maisNorway in a Nutshell – como é o tour de um dia mais famoso da Noruega

Além dos fiordes Aurlandsfjord e Nærøyfjord, a empresa Fjord também oferece outros tipos de passeios a partir de Bergen, como o tour de um dia para o maior fiorde da Noruega, conhecido como Sognefjord in a Nutshell.

Onde se hospedar em Bergen

Eu fiz couchsurfing quando estive em Bergen, fiquei em uma casa em um bairro que ficava em torno de 30 minutos a pé da parte central. Como não ligo de caminhar, achei que foi bem sossegado. Mas para quem se importa em andar a pé por muito tempo, a dica é se hospedar no centro ou arredores.

Vou deixar algumas sugestões de hotéis e hostels que ficam localizados na região central e nas proximidades, os quais tem ótimas referências pelo booking.com (site que uso para fazer minhas reservas) e de outros blogueiros de viagem.

  • Bergen Hostel Montana: este albergue fica um pouco mais afastado do centro, uns 5 quilômetros, mas destaca-se pelo baixo custo benefício. E para quem tem interesse em visitar o Monte Ulriken, ele fica pertinho da base do teleférico.
  • Bergen YMCA Hostel: localizado bem no centro de Bergen, perto do Mercado de Peixes, este albergue tem como destaque um terraço no último piso com vista para o porto da cidade.
  • Bergen Børs Hotel: com uma nota de 9,1 pelo booking.com, este hotel destaca-se pela sua ótima localização,  que fica bem no coração de Bergen.
  • First Hotel Marin: situado no centro histórico de Bergem, em Bryggen, outro hotel que se destaca pela sua ótima localização. Essa dica eu peguei no blog Le Touriste.
  • Thon Hotel Rosenkrantz: este hotel está entre um dos mais bem avaliados pelo booking (nota 9,3 de acordo com os hospedes) e destaca-se pela sua ótima localização e pelo ótimo café da manhã.

Já conhecem Bergen? Se já visitaram a cidade e tem alguma dica de roteiro diferente ou algum passeio interessante que deixei de mencionar no post, dá um alô nos comentários, ficarei muito feliz com o seu relato 🙂

Abraços
Josiane Bravo


***Confira outros posts da Escandinávia***


***Receba mais dicas de viagem***


Gostou do post? Se sim, aproveita para ajudar essa turista que tanta ama viajar a manter o blog e continuar dando dicas de viagens e muito mais. É bem simples? Para reservar qualquer hotel com vários destinos ao redor do mundo, a dica é o Booking.com. Ao fazer sua reserva por um dos banners do blog ou por este link abaixo, você não gasta nenhum centavinho a mais por isso e ainda me ajuda com uma pequena comissão. Abraços e até a próxima? Josiane Bravo

 

5 Replies to “O que fazer em Bergen em 2 dias – 10 lugares imperdíveis”

  1. Que delicia de lugar. Um charme! Amei o conjunto de casinhas coloridas e essa igreja Sao Joao. Que lugar maravilhoso. 🙂

  2. Que lindão esse coreto do Byparken! E a St John’s Church me lembrou uma catedral de Helsinque, na Finlândia. Até que para pouco tempo deu para conhecer bastante lugares, né?

  3. Não conheci Bergen quando fui à Noruega!! Que cidade charmosa! o país é uma delicia e ja estava louca para voltar…. agora preciso incluir no roteiro!

  4. estou planejando uma viagem para a região no próximo ano e certamente irei usar suas dicas, obrigado por compartilhar! 👏🏻

  5. Luciana Rodrigues says: Responder

    Parece tudo um conto de fadas. Achei lindas essas casinhas de Bryggen.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: